Nota política – Brasília(DF), 30/07/2011

30/07/2011

Comunicado às/aos militantes e filiadas/os do PT

Inaugurar um novo período

Nós, militantes do Partido dos Trabalhadores que integramos até aqui a Articulação de Esquerda (AE), reunidos(as) em Brasília,  na sede nacional do PT, vimos informar a toda militância o que segue:

– O Congresso Nacional da Articulação de Esquerda foi inicialmente convocado para os dias 29, 30 e 31 de julho de 2011 com o objetivo de atualizar o programa, a tática, a política e eleger a nova direção da tendência;

– Nesse processo se organizaram-se duas teses para o debate. Os signatários desse comunicado apresentamos o projeto de resolução intitulado “Inaugurar um novo período”;

– No processo de construção do Congresso Nacional da AE evidenciou-se que a maioria da antiga direção da AE usaria de todos os artifícios para impedir que as/os poiadoras/es do texto “Inaugurar o novo período” se tornassem majoritários com questionamentos fundamentalmente sobre delegações municipais e estaduais alinhadas com nossa tese;

– Esse processo culminou na decisão da maioria da antiga direção nacional da AE, que rasgou o regimento e votou sumariamente, sem direito ao contraditório, contra o credenciamento da maior delegação do Congresso, apoiadora do texto “Inaugurar um novo período”;

– Essa decisão, considerada um golpe político, teve como objetivo impedir que a maioria efetivamennte constituída vencesse  o Congresso da Articulação de Esquerda;

– A maioria das/os delegadas/os do Congresso da AE, eleitas/os em diversos Estados, discordaram da decisão e decidiram instalar uma plenária nacional com o objetivo de iniciar uma movimentação, em diálogo com diferentes tendências, grupos e lideranças, para a constituição de um novo campo  socialista no Partido;

– Respeitamos os lutadores e lutadoras que seguem na Articulação de Esquerda. São companheiras/os valorosos, com os quais continuaremos dialogando no âmbito da esquerda petista.

Ante o exposto, informamos que realizaremos um Seminário Nacional no dia 1º de setembro, em Brasília, para discutir os rumos, o nome, o programa, a tática e a política do novo movimento.

Ao mesmo tempo, dialogaremos com as direções nacional, estaduais e municipais do PT, bem como das entidades do movimento social onde atuamos, com o objetivo de assegurar a continuidade de nossa presença nesses espaços, de acordo com nossa representatividade.

Delegados e delegadas, signatários/as do texto Inaugurar um Novo Período, ex-militantes da Articulação de Esquerda do PT.

Brasília(DF), 30 de julho de 2011.

Contatos:

Angélica Fernandes
fernandes.angelica@gmail.com

José Fristsch
josefritsch@yahoo.com.br

Larissa Campos (Lalá)
lala.epr@gmail.com

Valmir Assunção
falavalmir@falavalmir.com.br

Luciana Mandelli
lu.mandelli@gmail.com

Cleberson Zavaski(Binho)
cnbinho@gmail.com

Renata Rossi
renatarossi2011@gmail.com

Danilo Chaves
daniloptmg@gmail.com

Ariely de Castro
arielydecastro@gmail.com

Julian Rodrigues
julianvic@gmail.com

Tânia Slongo
taniaptsc@gmail.com

Tassio Brito
tassiobrito@yahoo.com.br

Geanys Vilhalba
geanys@gmail.com

Guilherme Guimarães
gui.guima@yahoo.com.br

Lorena Lima
lorenalimahistória@yahoo.com.br

Ivan Alex
ivanalexba@hotmail.com

Fernanda Rodrigues
ferfeminista@gmail.com

Altemir Gregolin
altemirgregolin2@gmail.com

Érika Gomes
erikaptguaru@gmail.com

José Serafim
serafimjp@hotmail.com

Anúncios

7 Respostas to “Nota política – Brasília(DF), 30/07/2011”

  1. Jânio said

    Faltou dizer que dos 100 delegados eleitos no total, mais de 60 ficaram no Inaugurar. Podia sair uma nota “2”com mais informação, com números, etc. Mas, foi excelente, a leitura da Lalá tá ótima, o texto tá bem escrito e a reação foi bem rápida. Excelente !

  2. Ricardo Albuquerque said

    Seria interessante, para nós leitores, conhecermos o projeto de resolução “Inaugurar um novo período”, ou pelo menos um resumo dele, que teria originado o racha na tendência.
    Dessa forma, outros militantes poderiam se juntar à nova tendência.

    • caio fernandes said

      Ricardo, você esta se referindo a tese que apresentamos para o congresso da AE…? eu acho que deveriamos dilvugar a tese “inaugurar um novo periodo” no blog. É um documento importante para as pessoas compreenderem o golpe dado pela maioria da antiga direção da AE, e o que eles se recusam a incorporar no dia-a-dia da tendencia, para além é claro do medo de perderem a hegemonia da tendencia.

  3. Lula Ramires said

    Gentes, sou um dos ficou “abalado” com a cisão. Por uma ingenuidade que me é própria, eu nutria a esperança de que haveria muita briga no Congresso, mas que ao fim e ao cabo continuaríamos juntas/os como tendência interna do PT. Bem, não foi o que aconteceu. E observando os rostos serenos nas belíssimas fotos que ilustram o blog, só posso aplaudir as companheiras e companheiros que buscaram a unidade até o fim, mas que sofreram duro golpe com a tentativa de desqualificação de delegações combativas e legitimamente eleitas. Então acho que agora é hora de inaugurar mesmo e olhar para a frente, deixando para trás o que ficou. Inclusive porque só assim iremos atrair a atenção, a simpatia e sobretudo a adesão de mais militantes para o nosso campo. Viva o socialismo libertário que junto com a exploração capitalista deseja acabar com todas as formas de opressão que diminuem enormes parcelas da população, como o racismo, o machismo e a homofobia. Vamos juntas e juntos revigorados na luta, pois a esperança é, sempre foi e continuará sendo vermelha!!!
    Lula Ramires – São Paulo, SP

  4. Pedrinho said

    Compas,

    fiquei muito triste com a notícia de racha na tendência, não gostaria de perder companheiros/as tão valorosos..
    não participei da etapa nacional do Congresso da AE e também não cheguei a acompanhar a discussão na lista nacional, mas acredito que isso deve ser repensado.

    Sinceramente fiquei chocado quando fiquei sabendo do racha sexta pelo Gui, pq no Congresso da UNE na semana anterior não havia clima algum para racha entre nós da Juventude. Agora vejo que foi muito ruim não termos colocado em pauta na JAE durante o Conune o tema do 1º Congresso da AE.. todo mundo saiu do Conune com uma baita vontade de construir a JAE, a AE, a Reconquistar a UNE, fazer lutas, bombar pelo país… e agora me vem essa bomba.

    Acredito que só está feliz o pessoal do campo majoritário do PT, de outras tendências moderadas ou que eram da esquerda do PT, galera de outros partidinhos esquerdistas, essa hora são eles que riem de nós e comemoram o racha da AE… na minha opinião isso foi muito negativo pra esquerda do PT, é a direita do PT que sai fortalecida desse processo, no caso da UNE é o seu campo majoritário que se fortalece.

    Acredito que seja necessário sim um forte processo de autocrítica na AE, mudar a forma como as coisas são tocadas, mas sair da tendência não ajuda a superar esses limites – pode inslusive reforçá-los. Não acredito que seja impossível mudar a AE ou que ela seja indisputável, já dizia Brecht, nada é impossível de mudar.. Divergir sim, rachar não galera.
    Semana passada assisti um filme com a Melissa (da AE Viçosa), o Terra e Liberdade, sobre a guerra cívil espanhola, e a principal lição que eu e ela tiramos do filme é que quanto mais a esquerda se dividir e se combater, mais ela vai se ferrar e os setores dominantes irão sair vitoriosos.

    Por isso compas, faço o convite pra que todas/os retornem para a AE, em novembro haverá uma segunda etapa do Congresso.

    Beijos e abraços!

    Pedro Sérgio da Silveira
    ex-diretor da UNE
    CEJAE-RS

  5. caio fernandes said

    Camarada Pedrinho, acho que a maioria de nós concorda com boa parte do que vc falou… e é por concordar com essa parte que vamos tentar atuar juntos na esquerda do PT. A AE não deixou de ser de esquerda porque saimos. Ou esta mais parecida com a CNB, não é isso.
    Tentamos fazer disputa dentro dá AE, tentamos democraticamente e exautivamente construir uma sintese e o que ouvimos de certos camaradas foi um “já vão tarde” ou acusações de que somos como a CNB.
    Eramos bons para dar votações em PED, mas não eramos bons para decidir os rumos da tendencia. Eramos bons para dar as maiores votações estaduais para a Iriny e para Valter, mas quando tentamos questionar a forma como as coisas aconteciam na DNAE fomos igualados á CNB.
    A forma como tratados foi muito ruim, não dá pra voltar quando não se tem o direito nem de se defender das acusações.

    Muita sorte para vcs camaradas, tomara que vocês consigam mudar, mas vamos seguir nosso caminho na esquerda do PT e isso significa que vamos dialogar sempre que possivel.

    forte abraço e muita luta pra nos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: